Realizar obras em casa já é um momento estressante para nós humanos.  Para os pets, então, pode ser motivo de extremo estresse e nervosismo, podendo até deixa-los com um comportamento agressivo.


Comprar material de construção, lidar com eventuais imprevistos, sujeira, barulho….  todos esses pontos ligadoa à realização de uma reforma em casa podem ser causadores de estresse para nós humanos. Mas e os animais de estimação, como reagem? Eles também sofrem, principalmente por não compreenderem o que está acontecendo: os cães podem ficar mais agressivos com o entra e sai de pessoas, e os gatos podem chegar a  fugir de casa. 

Além disso, um dos grande viões para os pets durante as obras é a poeira, que pode causar problemas respiratórios e dermatológicos. 

Os problemas respiratórios são os mais comuns porque a quantidade de poeira é sempre alta, provocando, assim, as alergias. O principal sintoma é a tosse, e  durante a obra, a fase de demolição ou lixamento de paredes é a pior. Mas fica o alerta: animais doentes, idosos ou mais sensíveis, podem ter problemas mesmo quando a obra acontece na casa do vizinho. Mas além da poeira, cheiros fortes de tinta e de outros produtos químicos utilizados durante a reforma podem desencadear reações alérgicas nos animais.

As doenças de pele também podem ocorrer durante uma obra, isso porque além da poeira que pode causar coceira forte necessitando até de cuidados mais intenso. Outros problemas físicos podem ser relacionados as reformas, como queimaduras com ácidos, intoxicação com solventes de tinta, também muito usado na remoção de cimentos ou rejunte nos pisos, em contato prolongado com a pele.

Durante as obras, também, é comum a presença de vários materiais ficarem espalhados pelo chão, como fios de nylon, lascas de madeira, fio elétrico, ferramentas, pregos fazendo com que o animal possa ingerir ou se machucar com algum objeto cortante. 

Outros itens de construção, bem comuns, podem causar alguns danos físicos como é o caso dos andaimes e escadas que são diretamente associados à quedas e fugas, especialmente aos gatos.

O principal ponto para ficar atento é o comportamento dos animais de estimação. O estresse por causa do barulho e da nova rotina com a presença de estranhos ne casa pode deixar o pet agressivo e arredio. Tanto que a lambedura excessiva compulsiva é comum nesses casos. 

No caso dos gatos, o estresse pode ser ainda maior. Por serem animais menos sociaveis, a maioria dos bichanos não gostam de pessoas estranhas em casa, ainda mais com a presença de barulhos. Todo esse estresse pode causar uma dermatite psicogênica (falhas na pelagem por conta da lambedura), perda de apetite, problemas urinários e renais. Tutores devem ficar altamente atentos, pois nesses momentos eles ficam a maior parte do dia escondidos em armários e gavetas.

Apesar da gravidade, existem diversas maneiras de minimizar os problemas causados por uma obra em cães e gatos.

Se você optar por não manter o pet em casa durante a reforma, é recomendado que ele fique na casa de alguém o animal já conheça para evitar outros tipos de problemas.

Caso opte por manter ele em casa, procure um cômodo em que não esteja sendo reformado para manter o animal tranquilo, mas sempre verifique o acumulo de poeira e mantenha as janelas fechadas para evitar possíveis fugas.