Enquanto alguns tutores apenas ignoram esse hábito que os felinos têm, outros costumam ficar preocupados com a saúde dos pets. Então, como proceder nessas ocasiões?

Primeiro, é importante saber que, apesar de comum, a bola de pêlo em gatos pode significar problemas para o pet. As complicações acontecem, principalmente, quando a bolota se forma com muita frequência ou não é expelida com facilidade.

 

Entretanto, não há motivo para pânico. Em geral, isso é bem comum entre os bichanos e não costuma causar muitos danos. 

 

Quem é tutor de gato com certeza já se deparou com o famoso problema apelidado de bola de pelo. O tricobezoar gástrico consiste em uma massa sólida no estômago formada por elementos que não são digeridos pelo animal, em especial os pelos. Muito comum nos felinos, a principal causa é a própria higienização com lambidas. 

 

Mesmo sendo uma condição comum nos gatos, não quer dizer que isso não faça mal a eles. Isso porque esse aglomerado de pelos, restos de alimentos e muco pode causar problemas no sistema digestivo, além de muitos outros incômodos ao pet.

 

Em geral, é esperado que os pelos ingeridos durante a limpeza sejam expelidos pelas fezes. Entretanto, quando falamos de animais com pelagem comprida, não é incomum a ocorrência de bolas de pêlo em gatos. Inclusive, em trocas de estações, essa realidade pode se agravar, pois, os bichinhos soltam ainda mais pelos. 

O maior risco oferecido por esse processo, porém, é quando ele resulta em uma bola de pelo no intestino do gato, que fica presa no órgão. Inclusive, alguns sintomas podem ser indicativos desta situação. São eles: 

 

 

Ao notar qualquer um desses sinais, leve imediatamente seu amigo para um veterinário. Além de te orientar, um profissional qualificado tem a capacidade de realizar procedimentos avançados, próprios para a remoção de bolas de pêlo em gatos. 

 

Como prevenir as bolas de pêlo?

 

Como já mencionamos, as bolas de pelos acontecem por causa da ingestão excessiva de pelos do animal. Nós separamos três dicas que vão ajudar você a acabar de vez com esse problema.



Se mesmo após todos os cuidados seu gato ainda estiver apresentando problemas com bola de pelo, observe, e se ele apresentar algum sintoma de obstrução, corra para o veterinário.

 

Por fim, se seu gato está se lambendo com uma frequência compulsiva, isso pode ser simplesmente sinal de tédio. Para resolver essa questão, invista no enriquecimento ambiental e torne a rotina do seu pet muito mais divertida e interessante.