Aquela época do ano em que pais buscam presentes de última hora para o Natal está chegando e será mesmo que vale a pena dar um animalzinho de estimação como presente?

 

Que atire a primeira pedra quem, quando criança, nunca quis ganhar um animalzinho de estimação no seu aniversário ou em datas comemorativas como Dia das Crianças ou Natal. 

 

O Natal está logo aí e essa data costuma ter pais apressados comprando presentes de última hora para seus filhos e acabam optando por presentear as crianças com aquilo que sempre sonharam em ganhar, um cãozinho ou um gatinho. Mas os animais são um bom presente?

Ás vezes não nos damos conta de que presentear alguém com um cachorrinho ou um gatinho implica em uma série de responsabilidades. Entre elas: 

Além de se preocupar com isso, antes de dar um animal de estimação de presente a uma criança, deve-se levar em conta que ela pode não querer ou não ser capaz de assumir todas essas responsabilidades. Cães e gatos são seres vivos sensíveis e não devem ser vistos como brinquedos.

Cuidados com o novo companheiro

Se mesmo depois de analisar todos esses quesitos, você ainda estiver convencido de que este é o momento certo para adquirir um amigo canino ou felino, a Fresh4Pet oferece algumas dicas: 

Prepare sua família, inclusive as crianças: Um animal de estimação irá mudar a dinâmica do seu lar e requer planejamento para que todos ajudem com as tarefas. Toda família deve estar de acordo com a decisão de ter um pet e assumir essas responsabilidades durante todos os anos de vida do animal. 

Prepare o seu lar: Uma coleira, uma cama e tigelas (para água e comida) são alguns dos itens necessários. Os cães às vezes se comportam como crianças de dois anos de idade e é preciso garantir a segurança do animal, bem como da sua família. Por exemplo: não deixe produtos de higiene ao alcance do pet, mantenha os lixos tampados, cubra ou esconda cabos elétricos etc. E informe-se sobre como treinar o seu animal para evitar problemas de comportamento no futuro. 

Adote: Priorize sempre adotar ao invés de comprar um animal. Ao adotar um cão ou gato, você ajuda os animais abandonados e não estimula o comércio indiscriminado que, muitas vezes, é realizado de forma abusiva e cruel. 

Lembre-se que os animais não são brinquedos e não podem ser descartados quando bem quisermos. Eles precisam de cuidados a todo momento e, em troca, nos dão os melhores anos de nossas vidas.