A maioria das pessoas acredita que somente os humanos precisam de transfusão de sangue, porém, os animais também podem necesitar receber doações de sangue.

Estamos acostumados a ver campanhas sobre a importância da doação de sangue e o quão fundamental é este ato que salva milhares de vidas todos anos. Os bancos de sangue humanos já possuem muitas dificuldades em conscientizar as pessoas a doarem sangue, mesmo com muita informação sobre o assunto. 

Agora, imagine a doação de sangue de pets, além de poucas pessoas conhecerem o assunto ou sequer pensar no assunto, se torna muito mais difícil adquirir sangue animal para salvas vidas.

Pouco se fala sobre a transfusão de sangue para animais de estimação, embora seja uma prática muito importante em cães e gatos e salve milhares de vidas na medicina veterinária.

Cães e gatos de estimação podem doar sangue e salvar a vida de outros animais que sofrerem algum acidente ou necessitarem de cirurgias devido a doenças. Mas para que a vida desses animaizinhos seja salva, é essencial existir um banco de sangue com estoque em alta.

Além de traumas e acidentes, algumas doenças autoimunes também levam os pets a precisar de transfusão, e existem vários tipos sanguíneos dos animais.

Os grupos sanguíneos

Os seres humanos possuem 4 grupos com 8 tipos sanguíneos, já os animais possuem agrupamentos muito maiores entre as raças.

Por exemplo, os cachorros possuem mais de 13 grupos sanguíneos e os gatos possuem apenas 3 grupos sanguíneos e são os mais parecidos com os grupos de sangue dos seres humanos.

É importante ter conhecimento sobre os tipos sanguíneos dos pets pois, como acontece com os humanos, os animais também podem sofrer séries reações caso recebam o tipo sanguíneo incompatível.

Requisitos para a doação de sangue

Assim como os humanos, os animais precisam atender alguns critérios para doar. Saiba quais são:

Para os cães:

Para os gatos:

Como acontece a doação?

Para doar, os animais precisam passar por uma série de testes clínicos, que vão verificar se eles estão em boas condições de saúde. A doação é realizada por meio da veia jugular e o sangue é coletado em uma bolsa, assim como nos humanos.

Os cães podem doar até 450 ml de sangue, enquanto os gatos, até de 20 a 40 ml.

É importante destacar que os cães não podem doar ou receber sangue dos gatos porque a tipagem sanguínea é diferente. Em todas as doações é realizado o teste de compatibilidade entre doador e receptor.

Quer fazer seu pet um doador de sangue?

Procure saber se na sua cidade existe um banco de sangue animal e permita que seu cão ou gato salve a vida de outros pets. E claro: converse com o médico veterinário de sua confiança para obter todas as informações necessárias para que seu companheiro se torne um doador.